• comercial18125

China encerra semana fazendo compras - ainda tímidas - de soja nos EUA e no Brasil

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) informou novas vendas de soja e milho nesta sexta-feira (29). Este é o segundo anúncio da semana. Do total, foram vendidas 132 mil toneladas de soja destinos não revelados, que o mercado especula ser a China. De milho, foram 279,415 mil toneladas e do volume foi destinado ao México. As vendas feitas no mesmo destino, no mesmo dia e com volumes iguais ou superiores a 100 mil toneladas devem sempre ser informadas ao departamento norte-americano. A Agrinvest Commmodities têm reportado e alertado sobre o ritmo mais lento em que as compras chinesas têm acontecido nesta temporada. "Nos EUA, a China tem em seu nome 18,7 milhões de toneladas, contra mais de 29 milhões de toneladas na mesma época do ano passado", explicam os analistas da consultoria. E embora mais lentas nos EUA, a nação asiática tem feito parte de suas compras no Brasil, principalmente para embarques já em novembro. Para 2022, os embarques estão previstos ainda para fevereiro e março. Já nos EUA, a China tem comprado para embarcar em dezembro no Golfo e nos portos do Pacífico (PNW) para janeiro, fevereiro e março, ainda como explica a Agrinvest Commodities. Nas últimas semanas, as margens de esmagamento na China têm apresentado boa melhora, estimulando essas compras do produto brasileiro agora, mesmo que um pouco menos competitivo em relação ao norte-americano. Todavia, o analista de mercado Eduardo Vanin, da Agrinvest, chama a atenção para volumes que ainda são limitados. Ainda assim, esse movimento dos chineses têm dados espaço para a manutenção de preços ainda elevados para os prêmios sobre o restante da soja 2020/21 do Brasil. Dados da Brandalizze Consulting mostram que para os meses de outubro a dezembro/21, os valores pedidos pelos vendedores entre os prêmios têm variado de 220 a 230 cents de dólar sobre as cotações praticadas em Chicago, o que aproxima a oleaginosa nacional dos US$ 15,00 por bushel. Do lado dos vendedores, por outro lado, a oferta dos prêmios varia de 130 a 170 cents. Assim, os indicativos nos portos brasileiros continuam superando os R$ 170,00 por saca, uma vez que não só a demanda externa estimula as cotações, como também a doméstica, com as "indústrias correndo atrás de soja para trabalhar estas próximas semanas e o início de janeiro", explicou Vlamir Brandalizze.


Fonte: Notícias Agrícolas




8 visualizações0 comentário