• comercial18125

Dia de altíssima volatilidade para a soja


O mercado global de soja parou, com compradores praticamente não manifestando interesses por novas compras, até que pudessem entender melhor o que o conflito entre Rússia e Ucrânia trará em termos de extensão temporal e política, de acordo com a TF Agroeconômica. No entanto, o fato de não haver interesse global na soja, não muda os compromissos previamente assumidos que levam alguns compradores a buscar mais volumes no estado do Rio Grande do Sul.


“No interior, para fábricas, altas de R$ 2,00/saca para todas as regiões presentes. R$ 208,00 CIF Cruz Alta, R$ 206,00 CIF Passo Fundo, R$ 208,00 Ijuí CIF Ijuí, também subindo em R$ 2,00 e R$ 207,00 Santa Rosa e São Luiz Gonzaga, subindo em R$ 2,00 e permanecendo no mesmo valor. PREÇOS NO PORTO: para fábricas, R$ 214,50, marcando nova subida de R$ 7,00/saca”, comenta.


Em Santa Catarina o preço sobe 2,5% para a saca de soja no porto. “A considerável alta no dólar somada a inexpressiva queda da soja permitiu que fosse dada continuidade as melhoras de valor para o porto de São Francisco do Sul que agora atingiram novas marcas em um dia de muita volatilidade. Esses preços, no entanto, pouco representam pois o produtor deseja guardar enquanto observa o cenário econômico mundial”, completa,



Ontem foi um dia de queda no porto e altas de R$ 2,00/saca no interior do Paraná. “Todos os preços com exceção de Ponta Grossa passaram por nova valorização no interior, Ponta Grossa permaneceu a R$ 200,00, segurando as marcas de ontem. Quanto as demais regiões, as altas ficaram próximas a 1%, simbolizando R$ 2,00/saca de aumento, atualmente as regiões de Cascavel e Maringá se colocam apenas R$ 2,00/saca abaixo da principal região exportadora do Sul, Paranaguá”, conclui.


Fonte: Agrolink




1 visualização0 comentário