• comercial18125

Farelo e óleo estimulam soja em Chicago

Em Chicago a soja sobe levemente com compras de oportunidade, alta do farelo e nova queda do óleo, segundo informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “O contrato de soja para julho22 fechou em leve alta de 0,19%% ou $ 3,0 cents/bushel a $ 1578,25”, comenta a consultoria.


“A cotação de maio 23, que já está sendo negociada no Brasil, fechou em alta de 0,28%, ou $ 3,75 cents/bushel a $ 1325,50. O contrato de farelo de soja para julho fechou em forte alta de 2,23%, ou $ 10,1/ton curta a $ 462,9 e o contrato de óleo de soja para julho fechou em nova queda de 2,46% ou $ 1,49libra-peso a $ 59,03”, completa.


As compras de oportunidade permitiram uma ligeira recuperação, após as fortes quedas da sessão de ontem (-4%; -25 US$). “Além disso, o USDA observou uma ligeira deterioração nas condições das safras: 63% das lavouras apresentam boas condições excelentes (vs. 64% esperados). O mercado continua a interpretar uma possível queda na demanda, diante da perspectiva de recessão global”, indica.


“A China continua comprando soja, porém muito mais devagar. Nessa semana alguns poucos navios, cerca de 5 até agora. Ontem comentaram sobre 01 barcos na Argentina para agosto. O Brasil estava ofertando agosto a +345Q. Provavelmente essa soja da Argentina vai para as reservas. A soja americana também caiu essa semana, reduzindo a vantagem da América do Sul. Corretores no Brasil comentam que os produtores continuam ofertando soja no spot, porém a preços da semana passada”, indica.


A soja perdeu pelo menos R$ 25,00 por saca nas últimas três semanas. “Os estoques na China de farelo e soja recuaram na semana passada, assim como o processamento. A taxa de ocupação das fábricas caiu de 63% para 59%. As vendas de farelo na China caíram muito também em relação ao ritmo de junho. A média diária de vendas caiu de mais de 200 mil para menos de 80 mil”, conclui.


Fonte: Agrolink





0 visualização0 comentário