• comercial18125

Soja busca retomada e sobe mais de 2% na Bolsa de Chicago nesta 3ª feira

Nesta quarta-feira (7), voltam a subir os preços da soja na Bolsa de Chicago e sobem mais de 2%. Os principais vencimentos, por volta de 7h30 (horário de Brasília), marcavam ganhos de 35,75 a 38,50 pontos nos principais vencimentos, com o julho valendo US$ 14,02 e o novembro, US$ 13,41 por bushel. O mercado retoma boa parte das baixas registradas na sessão anterior, quando terminou o dia com perdas de quase 90 pontos. Segundo analistas internacionais, parte dos ganhos vem como reflexo do boletim semanal de acompanhamento de safras que o UDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou no final da tarde de ontem, apontando uma ligeira redução no índice de lavouras de soja em boas ou excelentes condições. Na semana, o índice caiu de 60% para 59%, enquanto o mercado esperava por uma manutenção. No ano passado, eram 71%. Apesar da leve correção, o mercado segue monitorando as previsões climáticas para o Corn Belt, que ainda apontam para um cenário mais favorável nos próximos dias. "O relatório de condições da safra veio abaixo das expectativas do mercado, o que permite essa recuperação dos preços, mas há melhores condições sendo esperadas e isso limita os ganhos", disse um analista à Reuters Internacional. Na sequência, o mapa do NOAA, o serviço oficial de clima dos EUA, mostra a previsão de chuvas para o período de 7 a 14 de julho, que sinaliza volumes melhores para as Dakotas, leste do Nebraska, sul de Minnesota, além de Iowa, Illinois e Indiana. O mercado também permanece atento à questão dos biocombustíveis nos EUA e a possível mudança nos mandatórios e, consequentemente, na movimentação dos preços dos derivados de soja. Nesta manhã de terça, o óleo subia 0,71% no contrato mais negociado, enquanto o farelo tinha ganhos superiores a 1,5%.

Fonte: Notícias Agrícolas



0 visualização0 comentário