• comercial18125

Soja e milho abrem com queda forte em Chicago na retomada dos negócios pós feriado nos EUA

O mercado de grãos na Bolsa de Chicago voltou do feriado nos EUA com queda bastante acentuada, destacando o milho no limite de baixa logo na abertura do pregão na manhã desta terça-feira (6). Por volta de 10h45 (horário de Brasília), os futuros do cereal perdiam entre 29 e 37,75 pontos, enquanto os da soja despencavam de 43 a 48 pontos. Assim, o contrato julho/21 do milho tinha US$ 6,68 e o dezembro, US$ 5,42 por bushel. Na soja, o julho valia US$ 14,05 e o novembro, US$ 13,54 por bushel. No centro da queda, o clima no Corn Belt, como explicam analistas e consultores de mercado. "O motivo da queda é o clima mais benéfico para os próximos dez dias nos EUA. Modelo americano mostra queda das temperaturas e bons volumes de chuvas", explica a Agrinvest Commodities. Os mapas do NOAA, o serviço oficial de clima dos EUA, mostram as condições esperadas para os próximos 6 a 10 dias, com temperaturas mais amenas e chuvas melhores para o oeste do país.



Temperaturas mais amenas esperadas para 11 a 15 de julho - Fonte: NOA




Previsão de chuvas nos EUA para 11 a 15 de julho - Fonte: NOAA

Como explica Ginaldo de Sousa, diretor do Grupo Labhoro, o clima é o principal viés a ser monitorado neste momento e, "como as nuvens mudam de lugar, muita volatilidade nos preços ocorre". Sousa complementa dizendo que "o fim de semana prolongado foi quente e seco na parte oeste do Meio-Oeste e nas Planícies do norte, porém, ontem a noite um sistema inesperado trouxe chuvas para as Dakotas e agora esperam que nos próximos 10 dias esta área mais prejudicada receba até 64 mm de chuvas".


Fonte:Notícias Agrícolas

2 visualizações0 comentário