• comercial18125

Soja opera com altas nesta tarde de 3ª na CBOT; volatilidade continua

Os contratos futuros da soja tinham alta nesta tarde de terça-feira (26) na Bolsa de Chicago (CBOT). Após recuperação expressiva pela manhã, o mercado passou a registrar volatilidade com fatores pesando dos dois lados da tabela.


Por volta de 12h20 (horário de Brasília), o maio/22 era cotado a US$ 17,07 por bushel e o julho/22 a US$ 16,76 por bushel, com ganhos entre 1 e 4 pontos. Nos derivados, o óleo de soja saltava mais de 1% e o farelo tinha leve queda no terminal.


Depois de chegar a subir forte pela manhã, as cotações da soja amenizaram os ganhos e até chegaram a recuar em alguns contratos neste início de tarde. O mercado olha para diversos fatores, principalmente relacionados aos EUA.


Mais cedo, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) informou duas novas vendas de soja. Para a China, foram registradas 132 mil toneladas referentes ao ano comercial 2022/23.


Além disso, 133 mil t foram vendidas para destinos não revelados, considerando do total 78 mil t da safra 2021/22 e mais 55 mil t de 2022/23.


Da safra norte-americana, o mercado acompanha de perto o plantio nos EUA da safra 2022/23 e se preocupa com o ritmo mais lento que se observa nesta temporada. Apesar de o USDA ter apontado semeadura dentro da expectativa no último boletim.


3% da área dedicada à soja já havia sido semeada, contra 1% da semana passada, 7% do mesmo período do ano passado e 15% de média plurianual. A expectativa do mercado era de, exatamente, 3%.


Negativamente, o mercado segue atento ao financeiro em meio temores com a Covid-19 na China e possíveis novos isolamentos, o que impactaria a demanda, enquanto dividem suas atenções com a continuidade do conflito entre Ucrânia e Rússia.


O dólar index registrava leves ganhos nesta tarde de terça-feira.


Fonte: Notícias Agrícolas


0 visualização0 comentário