• comercial18125

Soja opera em campo misto em Chicago nesta 5ª dividindo, com mercado redefinindo rota


O mercado da soja opera em campo misto nesta manhã de quinta-feira (29) na Bolsa de Chicago. Por volta de 7h50 (horário de Brasília), as cotações nos vencimentos mais curtos subiam, enquanto os mais distantes ainda passavam por uma correção. O julho subia 6 pontos para ser cotado a US$ 15,19 e o setembro perdia 2,50 para valer US$ 13,64 por bushel. No curto prazo, os traders seguem refletindo os ajustados estoques de soja nos Estados Unidos, enquanto a demanda - inclusive interna norte-americana - permanece bastante aquecida. No ambiente global, o cenário também é muito ajustado e continua sendo pilar importante de suporte aos preços. Já nos contratos mais distantes, para o segundo semestre, a pressão vem da entrada da nova safra americana e das previsões indicando condições melhores para os trabalhos de campo. As temperaturas devem começar a subir a partir do início de maio e as chuvas mostrarem mais regularidade e melhor distribuição. O comportamento da demanda chinesa também permanece no radar dos traders, principalmente porque as margens de esmagamento no país estão ruins neste momento, como explica a Agrinvest, tanto para a soja importada do Brasil, como dos EUA. Ainda nesta quinta, atenção aos números das vendas semanais para exportação que serão divulgadas pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).

Fonte:Notícias Agrícolas



1 visualização0 comentário