• comercial18125

Soja volta a subir forte em Chicago acompanhando o farelo subindo até 3% nesta tarde de 5ª

Depois de começarem o dia com tímidas variações, os preços da soja voltaram a subir expressivamente na Bolsa de Chicago no início da tarde desta quinta-feira (19). Perto de 12h15 (horário de Brasília), as altas variavam entre 19,50 e 34 pontos, com os ganhos mais intensos sendo registrados nas posições mais próximas, levando o o julho a US$ 16,96 e o agosto a US$ 16,35 por bushel.


Os futuros do grão são puxados pela alta forte do farelo de soja na CBOT, que também foi intensificando seus ganhos durante pregão. Perto de 12h20, o derivado subia mais de 3%, depois de ter iniciado o dia com pequenos ajustes de pouco mais de 0,5%.


Ao lado da movimentação do farelo, a soja sobe também apoiada, além de seus fundamentos, pelas boas vendas semanais norte-americanas de produto da safra velha, de acordo com os dados divulgados nesta quinta pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).

"O programa americano 2021/22 de exportação de soja está em 59,2 milhões de toneladas, contra a última projeção do USDA de 58,24 milhões. O USDA terá que revisar para cima a demanda novamente. E para a safra nova, as vendas já totalizam 11,38 milhões de toneladas, o que é recorde para esta época do ano", explicou o time da Agrinvest Commodities.


Apesar dos fundamentos ainda positivos e que dão suporte importante para as cotações, os traders permanecem atentos às movimentações no financeiro diante das preocupações sobre o ritmo de crescimento econômico global. Os lockdowns na China, a continuidade da guerra e a possibilidade cada vez mais próxima de uma estagflação pesam sobre o ânimo dos investidores.


Também no radar permanece o clima nos Estados Unidos e o plantio que ainda mostra algum atraso, apesar da melhora na última semana. A demanda também é acompanhada de perto.


Fonte: Notícias Agrícolas


1 visualização0 comentário