• comercial18125

USDA reduz produção e estoques globais de soja e milho e traz novo aumento nas importações do cereal

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou seu novo boletim mensal de oferta e demanda e confirmou as expectativas do mercado ao reduzir os estoques finais norte-americanos de soja. O número veio em 4,76 milhões de toneladas, frente aos 5,2 milhões de novembro. As expectativas variavam entre 3,08 e 5,17 milhões de toneladas, com média de 4,49 milhões. O mercado apostava em um corte um pouco mais 'agressivo' do que o registrado pelo departamento, assim, os futuros da commodity negociados na Bolsa de Chicago caminhavam com ganhos menos intensos do que vinham sendo registrados mais cedo. O mercado também esperava uma revisão das exportações para cima dado o ritmo intenso das vendas norte-americanas, mas o número foi mantido nos 59,88 milhões de toneladas. Por outro lado, o esmagamento dos EUA foi revisado para cima e passou de 59,33 para 59,74 milhões de toneladas.

SOJA MUNDO A produção mundial de soja também foi revisada para baixo e passou de 362,64 para 362,05 milhões de toneladas, com os estoques finais caindo de 86,52 para 85,64 milhões de toneladas. No quadro da América do Sul, a safra do Brasil foi mantida em 133 milhões de toneladas, enquanto a da Argentina foi estimada em 50 milhões, contra as 51 milhões do boletim de novembro. As importações de soja da China ainda são esperadas em 100 milhões de toneladas. MILHO EUA Para o milho, o novo boletim do USDA veio ainda mais morno, sem nenhuma alteração no quadro de oferta e demanda dos Estados Unidos, com estoques mantidos, enquanto o mercado também esperava por uma redução. O número ficou em 43,23 milhões de toneladas, enquanto as expectativas do mercado variavam de 39,37 a 46,36 milhões de toneladas. Do mesmo modo, as exportações ficaram inalteradas em 67,31 milhões de toneladas.

MILHO MUNDO A produção global de milho, por sua vez, foi corrigida e passou de 1.144,63 bilhão para 1.143,56 bilhão de toneladas, com os estoques finais caindo para 288,96 milhões de toneladas, contra o número de 291,43 milhões de novembro. A safra do Brasil foi mantida em 110 milhões de toneladas, enquanto a da Argentina caiu de 50 milhões para 49 milhões de toneladas. Outro destaque foi o aumento das importações de milho da China de 13 para 16,5 milhões de toneladas.


Fonte: Notícias Agrícolas



2 visualizações0 comentário

Política de Privacidade

Endereço:

Rua: Sete de Setembro, 274

Sala CJ 501 Centro - Pelotas/RS
CEP 96015-300

Telefones:

(53) 3225-9330
(53) 3225-6908

(53) 3225-5621

(53) 9811-20578

E-Mail:

Cereagro 2020 -  Todos os direitos reservados