• comercial18125

Vietnã vê redução nas exportações de arroz

Os preços não competitivos levaram à redução das exportações estimadas de arroz do Vietnã em 2020-21, de acordo com um relatório da Rede Global de Informações Agrícolas de 1º de julho do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O USDA revisou sua estimativa de exportação para 2020-21 para 6,1 milhões de toneladas e mudou sua estimativa de importação para 800.000 toneladas.

O relatório observou que as exportações devem se recuperar em 2021-22 para 6,4 milhões de toneladas, com as importações caindo para 500.000 toneladas. “Devido aos preços não competitivos, o Vietnã está perdendo sua participação no mercado de arroz branco para outros concorrentes”, disse o USDA. “De acordo com a Alfândega do Vietnã, as exportações de arroz caíram 15% nos primeiros cinco meses do ano civil de 2021.”

As Filipinas continuaram sendo o maior importador de arroz do Vietnã, respondendo por 36% do total das exportações, embora a quantidade tenha caído 27% para 944.000 toneladas em 2020-21, disse o relatório. As menores exportações para as Filipinas e Malásia (queda de 53%) foram parcialmente compensadas por ganhos na China (12%), Costa do Marfim (29%) e Gana (28%).

Devido aos rendimentos mais elevados nas safras de primavera e outono, a produção de arroz beneficiado do Vietnã na campanha de comercialização de 2020-21 é estimada em 27,4 milhões de toneladas, 1,2% a mais que no ano anterior. A produção aumentou para quase 6 toneladas por hectare em 2020-21, ante 5,8 toneladas por hectare no ano anterior.

Em maio, os preços mundiais do arroz tiveram tendências mistas, dependendo da origem. Nos Estados Unidos, os preços subiram significativamente 7%. Por outro lado, os preços tailandeses e indianos diminuíram, mas dentro de um mercado externo bastante ativo.


Fonte: Agrolink




7 visualizações0 comentário